Música: “Quando meu Mestre Joga…” (Autor: Mestre Toni Vargas)

Quando meu Mestre Joga… (Autor: Mestre Toni Vargas)

A roda tava repleta…
todo mundo tava lá…
Todo mundo estava alerta…
Pois meu mestre ia jogar…

E quando meu mestre joga…
Meu coração joga também…
Eu vou quando ele vai…
E venho quando ele vem…

Berimbau tava arretado…
O clima tava perfeito…
Tudo muito organizado…
Tudo bem, tudo direito…

Os movimentos do mestre…
Era um poema no ar…
Era uma artista jogando, a arte de se jogar…

De repente veio um raio, sem aviso do trovão…
Engasguei no berimbau, traído, pela emoção…

Numa fração de segundo, eu vi meu mestre no chão…
É que o olhar do aluno, é lento pra acompanhar…

Meu mestre tinha sumido…
Desapareceu no ar, reapareceu sorrindo…
Que é do jeito que ele faz…

Era um negro roubando… a alma do capataz…
Esse momento jamais… vai sair da minha memória…
Eu vi meu mestre assinando… o seu nome na história…
Eu Vi Peixinho transformando… a vontade em brincadeira…
Muito mais do que jogando… sendo a própria capoeira…

Iê, viva meu Deus…
Iêeee, viva meu Deus, camará…

Iê, viva meu Mestre…
Iêeee, viva meu Mestre, camará…

Iê, Mestre Peixinho…
Iêeee, Mestre Peixinho, camará…

Iê, quem me ensinou…
Iêeee, quem me ensinou, camará…

Iê, a capoeira…
Iêeee, a capoeira, camará…

Nenhum comentário para "Música: "Quando meu Mestre Joga..." (Autor: Mestre Toni Vargas)"


    Tem algo a dizer?

    HTML habilitado